No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

(A lista não inclui usuários em conversa privada) , são alguns usuários que estão no Bate-papo / CHAT. O que você está à espera? Junte-se a eles e divirta-se um pouco!! (att: para maiores de 18 anos apenas)

Perguntas e Respostas. Surpreenda-se com o Eu Pergunto:

Respondida: Vocês acreditam que a terra é plana?

Respondida: me ajudem, LEIAM ATE O FIM

Relato de um gay: como cheguei a este ponto ? Gay Masculino

Confissão ID: 197913 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

Na minha infância, eu parecia ser um menino comum, gostava de brincar com os outros, era bem extrovertido, participava de todas as brincadeiras, jogava bola e até fiz aulas de taekwondo.
No entanto, até hoje não sei o que aconteceu, ainda quando eu era criança comecei a me introverter, parei de praticar esportes e de brincar com frequência, comecei a me afastar dos meninos e me aproximar das meninas(não a ponto de brincar de bonecas). Não era afeminado, porém não era másculo o suficiente se comparado aos meninos, logo comecei a ser chamado de viadinho ao passar dos anos na escola. Foi só depois, quando tive acesso a sites pornográficos, que eu entranhei: eu masturbava muito mais para o homem do que para a mulher. Não tardou até eu descobrir que tinha um nome para isso: eu era gay, homossexual, motivo de chacota e piadinha para toda a sociedade. Eu sabia que tal fato mudaria a maneira como eu via o mundo, o meu modo de vida e minhas escolhas, contudo eu não estava assustado, nunca tive problemas de aceitação, afinal, eu tinha acesso a informação(internet), não era o fim do mundo, tudo que eu tinha que fazer era articular estratégias para viver feliz; "tudo vai ficar bem se eu for bem sucedido!" naquela época, eu tinha mais ou menos 10 anos.
Como disse anteriormente, tinha acesso a informação, eu sai da igreja, virei ateu, achava os crentes uns pobres coitados manipuláveis destiladores de ignorância.
Não podia me assumir, meus pais eram imprevisíveis, não podia adivinhar a reação deles, meu pai pouco falava a respeito de gays, mas claramente não gostava. Minha mãe não gostava de homossexuais, coisa de bíblia, sabe ? Não me expulsaria de casa, porém, provavelmente não me daria apoio.
Finalmente eu entrei no ensino médio, no primeiro ano, os xingamentos homofóbicos se tornaram menos intensos, porém mais comuns e camuflados às minhas costas, sabia disso porque flagrei alguns dos meus ''colegas'' falando mal de mim enquanto eu não estava perto. Me sentava bem no fundo da sala, todos tinham 80% de certeza que eu era homossexual; "não joga bola, não tem namorada e é tímido ? Só pode ser gay", de fato, estavam certos, mas me incomodava saber que estavam brincando de adivinhar minha sexualidade.
No 2° e 3° ano do ensino médio as pessoas pareciam finalmente ter desenvolvido uma noção cidadã: não ficar falando o que pensa e pensar duas vezes antes de falar algo com uma pessoa, pois pode ofender, então não tive muitos problemas, mas fui excluído pelos meninos da sala, com certeza.
Eu era adolescente, não tinha nenhum amigo e como todos da minha idade, eu queria começar a namorar, queria alguém para a minha vida. Eu olhava ao meu redor, não via ninguém como eu. Quando eu encontrava outro homossexual, sempre era afeminado e pouco me atraiam. Todos os meninos que eu achavam que eram gays não eram, comecei a me sentir vazio por dentro, anos após ano era a mesma coisa. Eu era diferente.
Há dois anos atrás comecei a cogitar suicídio e ano passado quase tentei, só me faltou coragem.
Sinto que nunca fui sincero, as minhas amizades nunca duram muito, uma vez que as conversas sempre terminavam falando sobre sexualidade, sobre namorado(a)s, sobre sexo, e eu não podia me e expor demais, para não me comprometer e revelar quem eu sou.
Eu... eu só queria viver normalmente, será possível um homossexual achar outro homem e com ele viver feliz ? Eu sinceramente não aguento mais, eu desejo viver!

Texto desabafado por Hipocrisista , em Quarta, 20 de Junho de 2018
ÁUDIO: OUVIR O TEXTO - clique em OUVIR O TEXTO e aguarde um pouco - Pausar - Retomar - Parar
Quanto maior o texto, mais tempo demora a começar a leitura. Por favor aguarde.
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. Hipocrisista agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.
[ Tags ] leia mais sobre: Gay     Depressão    

Comentários ao Desabafo de Hipocrisista

Por favor seja construtivo nos seus comentários.

0
0
0
0


r