No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

(A lista não inclui usuários em conversa privada) , são alguns usuários que estão no Bate-papo / CHAT. O que você está à espera? Junte-se a eles e divirta-se um pouco!! (att: para maiores de 18 anos apenas)

Convidamos uma visita ao - Perguntas e Respostas :

Pra mim, deus não existe, e se existir, é um baita de um psicopata por permitir tanto sofrimento. Você ai é muito falar que deus quis assim, pois não é você condenado a uma cadeira de rodas, paralítico ou com câncer terminal, nem morrendo de fome. Nem eh você que ta sendo abusado sexualmente nesse […]

» Clique aqui para continuar a ler ou para responder
Por exemplo a moça da foto, apesar dela ser linda ela e cadeirante, vocês se relacionariam com ela assim mesmo?

» Clique aqui para continuar a ler ou para responder

Não sei como contar que ela não é minha filha Masculino

Confissão ID: 231869 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

A doze anos atrás adotei uma criança, uma adoção fora das regras, foi o seguinte, uma colega de trabalho estava gravida, dizia que não sabia quem era o pai e queria fazer aborto, eu que sou contra o aborto convenci ela a não fazer, ela disse então que não faria se encontrasse alguém que adotasse a bebe, conversa vai, conversa vem, não sei porque, assumir a adoção, eu sei porque, eu era meio apaixonado por esta colega de trabalho, só não ia adiante porque ela era muito galinha, tá ai a prova, ela nem sabia quem era o pai. Eu imaginava que ate a criança nascer ela mudaria, seria outra pessoa e eu teria uma chance com ela, não rolou, não quis voltar atrás na promessa, a criança nasceu e a adoção aconteceu assim, ela registrou a bebe como eu sendo o pai e passou a guarda pra mim, eu queria mesmo ser pai, já tinha 26 anos, solteiro, morando com a mãe, tudo que falei pra minha mãe é que ela seria avó, e ela amou a ideia, nos meses seguintes minha colega de trabalho foi embora, ela voltou para o estado da família, manaus, nunca mais tive contato.

Sempre criei minha filha com todo carinho e respeito, eu a amo, com respeito, ate hoje fiz tudo por ela, ela aos doze anos já fala inglês e espanhol e eu mal falo português, todos a consideram uma criança muito esperta, inteligente, tem boas notas na escola, daria minha vida por ela, e hoje, sinto uma vontade de dizer a verdade, falar a historia, que ela não é minha filha, mas tenho medo dela ter uma reação de me odiar por nunca ter dito nada, de ela mudar de comportamento, ela é uma garota amável, educada, esforçada, tenho medo de mudar totalmente. Ninguém sabe da historia que contei, nem minha família, só duas pessoas conhece esta historia, eu e a mãe dela que não tenho ideia de por onde anda, se esta viva ou não, o nome da mãe consta na certidão de nascimento, já procurei pela internet, ou ela não tem perfis em redes sociais ou usa outro nome, pesquisei porque sei que minha filha vai querer conhecer a mãe um dia, eu não tenho nada da família dela, da mãe, não sei de que cidade são, quem são. Tem outro medo meu nesta historia, medo de que a justiça me acuse de algo besta pois eu aceitei colocar meu nome como pai sabendo que não era o pai. Cada dia que passa sinto que tenho que falar a verdade, talvez não seja a hora, e terei de falar a verdade para toda a família, não me sinto tranquilo com isto, receio reações negativas ou absurdas por parte de meus parentes, somos uma família perfeita, ainda moro com minha mãe, em casa é eu, minha filha e minha mãe, minha mãe ajudou muito em toda esta historia cuidando dela quando ou não podia ou quando eu não sabia o que fazer, contar a verdade sinto como se fosse quebrar algo, cedo ou trade vou ter que contar, ela tem o direito de saber e ate de procurar a mãe se quiser. tudo que disse para ela e minha família foi que a mãe tinha morrido no parto, nunca ninguém pediu provas, atestado de óbito, nada.

Texto desabafado por Alessandro , em Quinta, 07 de Novembro de 2019
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. Alessandro agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.

Comentários ao Desabafo de Alessandro

Por favor seja construtivo nos seus comentários.



Você já conhece a nova plataforma de Perguntas e Respostas?
Venha colaborar também no Eu Pergunto:

0
0
0
0