No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

(A lista não inclui usuários em conversa privada) , são alguns usuários que estão no Bate-papo / CHAT. O que você está à espera? Junte-se a eles e divirta-se um pouco!! (att: para maiores de 18 anos apenas)

Perguntas e Respostas. Surpreenda-se com o Eu Pergunto:

quais são as características da tricomoníase?

Responda!!!!!!!!!

Me sinto feliz Masculino

Confissão ID: 187650 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

Eu confesso que me sinto feliz e um pouco tranquilo agora que consigo me compreender mais a fundo. São tantos problemas, tantas questões e compulsões que se torna complicado resolver um por um ou todos de um vez. É como uma imensa equação que você não sabe por onde começar.
Se resolve aqui, complica ali e vice-versa. No final o resultado é sempre aquela mesma dúvida, a sensação de ser um corpo quebrado que não para de dar problema. A engenharia não funciona.

Mas... nem sei como. Talvez... talvez depois de meses, muitos meses, uma ideia boa surgiu. Ela foi se juntando a outras tantas, mais insights, mais iluminações, muitos testes...

(Tipo. Repare que você se sente bem às vezes. Já parou pra refletir em quais condições o seu corpo estava pra que você possa repetir mais vezes a experiência se sentir-se bem? Você dormiu bem? Se abriu emocionalmente? Estava num estado de fluidez? Estes testes realizava com afinco e com muitas elaborações pra aliviar o aflito de existir sofrendo).

Depois de vários testes, cheguei em uma "conclusão" e a melhor parte é o plano de ação. Tô contente. Tenho vontade de colocar meu nome no mundo. Uma necessidade bacana de estabelecer minha própria visão de mundo e não sair deste território que tanto me deixa confortável.

O que eu sinto é muita inadequação. Dificuldade em estabelecer afeto e de ser honesto nos sentimentos. A solidão vinda daí é tanta que machuca e faz pensar que vamos ficar loucos. Neste momento é que percebi... somos uma comunidade, vivemos em comunidade, precisamos de comunidade. Tudo que se passa em mim deve ser visto, ouvido e nem sempre apreciado pelo outro. O contrário de não se comunicar não é ser reservado; é fugir do mundo e se acolher na sombra da exclusão. Com o tempo nossos sentimentos se embolam e crescem e nos fazem mal.

O lugar de um sentimento é fora de nós.

Agora, se fica dentro, nos engole por inteiro. Parece que a sociedade brasileira inventou de que temos que ter total controle dos sentimentos, mas a real é que a vida é um grande descontrole. Somos e sentimos muitos, estamos em constante contradição. Não esquecemos facilmente. Pequenas palavras flutuam e permanecem vivas depois de anos.

Basta olhar de perto e perceber que todas as emoções do mundo estão nós; como então não as sentiríamos?

Inveja, raiva, medo, ansiedade, culpa, vontade de falar pros outros coisas nossas, vontade de arruinar a vida de alguém... a gente é isso, uma coisa que não para e é BOM que não pare. Se parar, se abafar, se reprimir, se congelar, se estancar, se tolher... a coisa fica dentro de nós e nos transforma em tsunami.

Só a conexão salva. Precisamos ser vistos, precisamos ser queridos de acordo com nossas estranhezas.

Eu estou realmente certo de que esta é a melhor maneira de viver e só através da aceitação de que sou um mar de sentimentos é que me veio a paz. E inclusive estou conseguindo conversar com cada vez mais pessoas. Se os sentimentos são universais, então consigo me abrir pra qualquer um e qualquer um vai me entender. O resultado tem sido fantástico: estou estabelecendo conexões cada vez mais rápido e facilmente. As distâncias estão diminuindo.

Basta estar sempre próximo do que se sente e aproveitar o descontrole pra mirar o mundo e mostrar a ele o que se passa dentro de mim. Não é necessário controlar; é necessário se abrir pras pessoas.

Outra coisa gostosa é que meus sentimentos estão ficando cada vez mais claros. Olhos pras as coisas e desenvolvo aquilo que está dentro de mim. Não me importo de estar triste, ansioso ou irritado. Aprecio pois eles me mostram como estou vivo e como quero me libertar daquilo que me amarra.

Enfim. Estou me sentindo cada vez mais tranquilo e obrigado pelo espaço, donos do Eu Confesso.

Texto desabafado por YUYU , em Quarta, 10 de Janeiro de 2018
ÁUDIO: OUVIR O TEXTO - clique em OUVIR O TEXTO e aguarde um pouco - Pausar - Retomar - Parar
Quanto maior o texto, mais tempo demora a começar a leitura. Por favor aguarde.
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. YUYU agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.
[ Tags ] leia mais sobre: Solidão     Felicidade     sentimentos     honestidade    

Comentários ao Desabafo de YUYU

Por favor seja construtivo nos seus comentários.

0
0
0
0


r