No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

(A lista não inclui usuários em conversa privada) , são alguns usuários que estão no Bate-papo / CHAT. O que você está à espera? Junte-se a eles e divirta-se um pouco!! (att: para maiores de 18 anos apenas)

Perguntas e Respostas. Surpreenda-se com o Eu Pergunto:

Respondida: preciso de ajuda matematica

Respondida: Defina Tecnologia em uma palavra?

Eu e meu filho me ajudem pfv. Feminino

Confissão ID: 199198 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

Espero com esse relato conseguir resolver este problema, que está me consumindo por dentro, tenho 45, sou viúva a 11 anos, e tenho um filho único de 22 anos, que mora comigo, sempre fui uma mãe conservadora, e sempre preservei o respeito na nossa família, alguns meses atrás aconteceu algo que na hora eu não consegui entender, eu estava no meu quarto após o banho e notei que havia alguém encostado na porta do meu quarto, chamei pelo meu filho e percebi que a pessoa saiu no mesmo momento chamei novamente pelo meu filho ele respondeu abri a porta e falei pra ele o que aconteceu e ele me falou deveria ser o vento, achei estranho porém concordei com ele para ele não achar que estou ficando doida, isso foi uns meses atrás entre dois ou três meses, sendo que na última semana do mês de junho algo ainda mais estranho aconteceu, eu havia acabado de acorda e sempre que acordo vou direto para o banho e troca de roupa, como meu banheiro fica dentro do quarto já saiu trocada de roupa, neste dia ao sair do banho notei que alguém havia mexido nas roupas que separei para vestir, fiquei sem entender, jamais perguntaria algo desse tipo ao meu filho, apenas passei a trancar a porta do quarto, aquilo não saia de minha cabeça, foi aí que lembrei do acontecimento passado e aí foi que fiquei ainda mais perturbada, até que um dia fui dormir e deixei o meu celular na sala e pela manhã logo cedo o telefone tocou me levantei e fui atender sentei no sofá falando na ligação foi aí que meu filho saiu da cozinha que ficava do lado mais próximo do sofá onde eu estava mas ele sentou no outro posicionado de frente para mim, só notei está situação alguns minutos depois ele tomava uma xícara de café e cada gole ele olhava fixamente para minhas pernas eu estava apenas de camiseta e um peça íntima simples do dia a dia, para ver se eu não estava errada fiz alguns movimentos e notei pra onde ele olha, meu coração disparou, minha respiração ficou ofegante, desliguei o telefone e fui para o quarto, ele saiu para dar suas aulas de natação, porém antes de sair bateu na porta do quarto me comunicando que estava de saída, fiquei muito assustada aquilo não poderia ser normal meu filho é um doente, comecei a imaginar se ele estaria fazendo mal a mulheres na rua, ele tem uma namorada linda professora de educação física, foi daí que achei que estava vendo coisas estava ficando louca, sendo que na última quinta feira ele antes de ir pra faculdade foi até a cozinha me dar um beijo e encostou de uma forma que senti que ele estava mal intencionado chegou ademirar um pouco falando que não iria jantar em casa, na hora fiquei tremula pernas tudo e ao mesmo tempo algo ainda pior acho que uma sensação que eu não tinha a muito tempo, aquilo mexeu ainda mais comigo, comecei a juntar as peças, os elogios dele pra mim, o perfume que ele me deu de presente, o buquê de flores e o vinho no dia das mães, e daí lembrei de uma peça íntima minha que havia sumido, fui até o quarto dele e achei dentro de uma caixa de sapatos, não sou de usar peças pequenas essa era uma das poucas que tenho, deixei lá para não dar o entender que descobri, de quinta feira até hoje fico nervosa ao chegar perto e ao mesmo tempo uma sensação estranha que uma mãe não deveria sentir por um filho, sempre via ele sem camisa em casa era algo normal e ontem quando avistei fui pra meu quarto e passei horas, até ele sair, ele parece ter notado algo estranho em mim, está sempre procurando um forma de me abraçar por trás ou encostar em mim, não sei o que fazer pfv me ajudem se tem alguma mãe lendo este relato me ajudem, já cheguei a pensar até em sair de casa. veragonzales11972@gmail.com

Texto desabafado por Vera Gonzales , em Domingo, 08 de Julho de 2018
ÁUDIO: OUVIR O TEXTO - clique em OUVIR O TEXTO e aguarde um pouco - Pausar - Retomar - Parar
Quanto maior o texto, mais tempo demora a começar a leitura. Por favor aguarde.
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. Vera Gonzales agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.
[ Tags ] leia mais sobre: filho     mãe     familia     amor     desejo    

Comentários ao Desabafo de Vera Gonzales

Por favor seja construtivo nos seus comentários.

0
0
0
0


r