No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

(A lista não inclui usuários em conversa privada) , são alguns usuários que estão no Bate-papo / CHAT. O que você está à espera? Junte-se a eles e divirta-se um pouco!! (att: para maiores de 18 anos apenas)

Eu confesso que fiz papel de trouxa. Feminino

Confissão ID: 215821 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

Eu conheci meu ex no trabalho. Tava carente, tinha saído de um relacionamento abusivo no qual envolvia muito ciúmes e desconfiança. Pensei que talvez agora eu tivesse encontrado alguém legal. Gostava do trabalho dele, éramos bons colegas e tudo começou com as caronas que ele me dava até em casa. Ele parecia ser um bom homem, mas eu estava enganada. Ele foi ganhando a minha confiança até ter acesso à minha casa. Roubou meus 2 tablets, levou meu notebook, sumiu e me deixou grávida. Descobri que ele tem uma família, que é casado. Minha mãe tentou me avisar, que ele não prestava eu não quis acreditar. Como fui burra. No dia do falecimento dela eu tava péssima. Eu ainda estava com ele e pedi pra ele ir comigo no funeral, eu tava muito triste. Ele apareceu de manhã na minha casa e me obrigou a fazer sexo oral nele. Esse foi o consolo que ele quis me dar... Me senti um lixo. Ele não apareceu no enterro e logo depois aconteceram os roubos e minha descoberta sobre a gestação. Hoje meu bebê tem um ano. A mulher dele descobriu também que ele estava enganando ela. Ao invés dela ver que ele não prestava, me ameaçou de morte dizendo que ia contratar alguém pra me matar.
Eu desisti de ter relacionados depois dele. Eu sou muito burra pra essas coisas. Uma vez uma moça - que sabia que ele não prestava disse que eu era muito ingênua. Todos do meu trabalho sabiam que ele não prestava, mas não adiantaria falar comigo, eu não acreditaria. Ele saiu do emprego meses depois que começamos a namorar e falava que o pessoal que trabalhava com a gente era falso, que as pessoas não eram boas. Ele que não era bom. Agora só quero criar meu filho em paz. Só eu e ele, nunca mais quero passar por isso de novo. Nunca dei sorte com essas coisas. Alguns conseguem e isso é muito bonito. Mas o amor romântico não me trouxe nada além de descrença.

Texto desabafado por Lia , em Quinta, 07 de Março de 2019
ÁUDIO: OUVIR O TEXTO - clique em OUVIR O TEXTO e aguarde um pouco - Pausar - Retomar - Parar
Quanto maior o texto, mais tempo demora a começar a leitura. Por favor aguarde.
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. Lia agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.
[ Tags ] leia mais sobre: mentira     arrependimento     traição     Roubo     desilusão    

Comentários ao Desabafo de Lia

Por favor seja construtivo nos seus comentários.

0
0
0
0


r