No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

(A lista não inclui usuários em conversa privada) , são alguns usuários que estão no Bate-papo / CHAT. O que você está à espera? Junte-se a eles e divirta-se um pouco!! (att: para maiores de 18 anos apenas)

Estou sendo tratado como um criminoso dentro da minha casa Masculino

Confissão ID: 216239 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

Eu confesso que estou sendo tratado como criminoso dentro da minha casa pela minha família . Dá uma impressão que minha família esta fazendo esse "ataque cirúrgico" em cima de mim para fazer eu perder a paciência e sair fora da casa para eles poderem se mudar para um bairro mais próximo dos parentes . Moro nessa casa praticamente desde que eu nasci , a casa já esta toda moldada com as minhas preferencias e eu estou tão acostumado com a vida que eu levo nessa casa que eu não tenho a menor vontade e me mudar . Quando minha família comprou essa casa em junho 1985 eu tinha 6 meses de vida , eu cresci brincando no quintal dessa casa . Me mudei temporariamente para Araraquara quando meu pai foi transferido de serviço em junho de 1998 , mas logo voltei em dezembro de 1999 , até por que como eu disse foi temporariamente já que lá em Araraquara a casa era alugada e aqui em São paulo a casa é própria . O fato é que o tratamento que eu recebia dentro da minha casa pela minha família mudei completamente dentro de uns 2 anos para cá é como se os meus velhos estão fazendo pressão para eu deixar a casa . Eu reconheço que tenho 34 anos e já deveria ter saído da casa dos pais , mas a questão é que eu sofro de TOC e não posso trabalhar no momento . E acho que não é nem pela questão de saúde , pois minha irmã tem 30 anos tem a saúde perfeita , mas também não tem a miníma vontade de casar e sair da casa dos pais , mas o tratamento com ela é totalmente diferente do que eu venho recebendo . Confesso que na época que meu pai trabalhava e minha irmã estudava o dia inteiro , ficava eu e minha mãe o dia inteiro dentro de casa e minha mãe fazia de tudo para me agradar . Nunca fui muito ligado com meu velho , confesso que acho que ele não gosta muito de mim , mas na época que ele trabalhava se quando ele voltava ou nos finais de semana que ele ficava em casa , se ele implicava comigo minha mãe já saía em minha defesa . Com minha irmã eu nunca tive problema , mas dá uma impressão que meu velho esta colocando a família inteira contra mim . Confesso que aqui na minha casa quem tinha mais poder de voz era eu , até para decidir coisas simples como a refeição nos finais de semana , a gente se reunia para discutir o que comer , mas a escolha final ficava ao meu cargo . Minha mãe me perguntava o que eu queria comer e se eu falasse por exemplo que queria pizza era pizza que a gente ia comer . Hoje se reúne os três e o que meu velho ou minha irmã decidir é o que todo mundo vai comer . Confesso que faz anos que eu não tenho contato com os parentes da parte de pai até por que eles não gostam de mim , mas dá uma impressão que eles colocaram umas idéias na cabeça do meu velho , dizendo que ele tem que retomar o controle da casa e que tem que se livrar de mim pois eu sou peso morto e por aí vai . Mas eu acho que não é justo meu velho me botar para fora de casa ou jogar em algum lugar pelo simples fato de eu ter TOC e não poder trabalhar . E agora eu vejo no rosto da minha mãe o ódio que ela sente por mim . Ela simplesmente não fala mais comigo , quando ela abre boca é para descarregar bronca ou para me botar para baixo . Não recebo uma palavra de carinho por parte da "minha" família . Minha mãe nunca gostou de morar nesse bairro , o sonho dela era sempre morar no Ipiranga bairro que ela morou por boa parte da vida dela na época que ela era solteira . Quando a gente mudou para Araraquara minha mãe também reclamou bastante lá , até que meu velho resolver voltar para São paulo no ano seguinte . Mas a casa aqui aonde a gente mora é boa . A casa é um sobrado amplo , com um quintal espaçoso e vaga para 2 carros com portão eletrônico . E é super seguro também , o muro que dividi o nosso quintal com a casa do vizinho é tão alto que parece que eu estou dentro de uma monastério . O que eu não consigo entender é por que minha família pegou tanta raiva de mim do dia para noite . E se é justo fazer esse "ataque cirúrgico" em cima de mim simplesmente para eu sair de casa para eles terem a oportunidade de se mudar . O dia que eu não aguentar a pressão e for injustiçado e precisar sair da minha casa , eu simplesmente vou romper o vínculo com minha família dá mesma maneira que eu rompi com os parentes . Pois se tem algo que eu não suporto é injustiça , sempre fui uma pessoa honesta , nunca roubei , nunca matei ninguém , nunca usei drogas . Estava na faculdade estudando tranquei a matrícula pois eu fiquei doente . Não é justo fazer o que eles estão fazendo comigo , mas também se eu não aguentar e eu sair e eles venderem a casa eu vou simplesmente cortar o vínculo com minha família .

Texto desabafado por João1985 , em Quarta, 13 de Março de 2019
ÁUDIO: OUVIR O TEXTO - clique em OUVIR O TEXTO e aguarde um pouco - Pausar - Retomar - Parar
Quanto maior o texto, mais tempo demora a começar a leitura. Por favor aguarde.
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. João1985 agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.
[ Tags ] leia mais sobre: familia     injustiça     maus tratos     Mudança     brigas    

Comentários ao Desabafo de João1985

Por favor seja construtivo nos seus comentários.

0
0
0
0


r