No Eu Confesso para Adultos você desabafa em TOTAL ANONIMATO Atenção: Esta secção destina-se apenas a MAIORES DE 18 ANOS.

Convidamos uma visita ao - Perguntas e Respostas
Agora você já pode fazer o login com a sua conta DISQUS:


Dia 27 foi meu aniversário e meu namorado me mandou uma mensagem dizendo ?que estava um pouco doente mas que não ia deixar de me parabenizar (?)?. Eu respondi:- Certo, mas você nem mandou nada. Ele disse:- Não se preocupe. Você sabe o motivo? Eu vou FAZER pessoalmente. Aí tudo bem, só que se passaram […]

» Clique aqui para continuar a ler ou para responder
O Direito Privado tutela predominantemente os interesses individuais, de modo a assegurar a coexistência das pessoas em sociedade e a fruição de seus bens, quer nas relações de indivíduo a indivíduo, quer nas relações entre indivíduos e o Estado. Marque abaixo o único que integra esse ramo do direito: Escolha uma: Direito Municipal Direito Administrativo […]

» Clique aqui para continuar a ler ou para responder

Fui encoxada, me assustei e amei. Feminino

Confissão ID: 73430 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Entrei no ônibus e fiquei encostada no penúltimo banco, com a bunda virada pra porta. Umas duas paradas depois, entraram várias pessoas e quase todas se apertavam atrás de mim. De repente, senti uma pressão forte, suspeita. Sim! Era um homem forçando seu pau na minha bunda. Como eu estava com um vestido de tecido bem fino, senti bem direitinho aquele volume todo que crescia e me empurrava mais em direção ao banco. Num primeiro momento, eu tremia, confusa sobre o que fazer. Com muito medo, olhei por cima do ombro e identifiquei um moço bonito, olhos castanhos vidrados em mim, barba por fazer, perfume suave pós-banho. Nossos olhos se encontraram e, no mesmo momento, ele elevou a cintura, fazendo com que eu sentisse quase todo o cumprimento do que estava firme de encontro a mim. Sei lá porque, sei lá se um dia vou saber porque, mas voltei os olhos para a janela da frente e relaxei, forçando um pouco a bunda para ele perceber que eu não iria lutar. Minhas pernas tremiam muito e eu quase já não me equilibrava. O ônibus continuou parando e parando e cada vez mais gente entrava, o calor ia ficando sufocante e ele quase entalado em mim com sua calça social escura. De repente, uma mão invadiu minha bunda por cima do vestido, eu sentia os dedos se mexendo e entrando no meio das nádegas. Foi por pouco tempo, pois o ônibus começou a esvaziar e nada mais justificaria eu estar ali sendo encoxada e invadida por aquela mão intrusa. Dei um passo ao lado e me deixei escorregar para o banco, sinceramente, acho que eu molhei o banco. Mas permaneci até o final do trajeto ali sentada, quieta, imóvel, querendo muito gozar para aliviar aquele tesão. Ele saiu. Eu demorei um pouco mais a sair... Eu fiz isso. Pior: eu gostei de fazer e quero muito encontrar o moço bonito.

Obrigado por ter lido o desabafo de Anita.
Duas sugestões: Primeiro comente este desabafo em baixo e depois TOQUE AQUI e venha conhecer novas pessoas no chat amigosK.com
Visto recentemente no Chat:

Texto desabafado por Anita , em Sábado, 02 de Março de 2013
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. Anita agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.

Comentários ao Desabafo de Anita

Por favor seja construtivo nos seus comentários.



Você já conhece a nova plataforma de Perguntas e Respostas?
Venha colaborar também no Eu Pergunto:

0
0
0
0