No Eu Confesso você desabafa em TOTAL ANONIMATO O que espera? Desabafe! Clique no botão à direita.

(A lista não inclui usuários em conversa privada) , são alguns usuários que estão no Bate-papo / CHAT. O que você está à espera? Junte-se a eles e divirta-se um pouco!! (att: para maiores de 18 anos apenas)

Achei que era aluno, mas era professor! Feminino

Confissão ID: 216517 - Por favor LEIA PRIMEIRO o texto antes de votar. Obrigado.

Partilhar: Facebook Twitter Linkedin

Sou estudante de uma faculdade pública renomada e eu confesso que estou quase apaixonada pelo meu professor.
No início achei que ele era um aluno, ou dos últimos anos ou da pós graduação. Nos cruzamos a primeira vez e ele conversava com um professor já conhecido meu. Lembro de achá-lo muito atraente, algo que eu não sentira por ninguém daquele lugar, mesmo estudando há 2 anos e meio. Nunca mais vi aquele rapaz, até que voltamos a nos esbarrar no corredor da faculdade. Senti que nossos olhares se encontraram e permaneceram atentos por todo o período e fiquei extremamente feliz por revê-lo.
Bem, esse semestre peguei uma matéria e não sabia quem era o professor. Eis que ele entra na sala, atrasado e esbaforido... Fiquei em completo e total choque quando AQUELE homem se revelou ser meu professor. Nunca esperaria isso, já que apenas tinha tido professores com mais de 50 anos. Senti um olhar estranho dele em mim também ao me ver na sala e respirei fundo. Ele foi o ÚNICO rapaz que realmente me atraiu na faculdade inteira e quando ele entrou na sala me decepcionei pela improbabilidade de eu sequer conhecê-lo melhor, além da situação de ser uma relação de poder.
Estou disposta a, caso o interesse seja recíproco, aguardar até ele não mais lecionar pra mim. O que acho confuso é que mais de 5 colegas já me falaram quanto ele é chato, beirando o insuportável, porém todas às vezes que conversamos ele foi deveras solícito e compreensivo.
A matéria e o jeito que ele ensina são muito bons, já consigo separar bem isso do meu interesse nele como ser humano, mas por vezes me deixa aflita olhar para ele. Sinto uma doçura imensurável quando nosso olhar se cruza e se mantém, como na última aula em que rimos juntos de algo e senti essa conexão.
Sou muito tímida, mas quando converso com ele me sinto bem... na primeira vez que conversamos ele foi bem agitado em se afastar de mim, mal olhou pra mim, mas da última vez se sentou na mesa para ficarmos na mesma altura e senti conforto.

Ando lendo muito sobre como essas relações professor-aluno não levam a nada, que são apenas pela coisa da sala... mas eu quis mais dele antes de saber que era professor e, honestamente, não me fascina tanto o jeito dele dar aula, apenas a aproveito. É um inferno querer tanto alguém que ocupa uma posição assim, querer tanto saber daquela pessoa.

Texto desabafado por Lis , em Domingo, 17 de Março de 2019
ÁUDIO: OUVIR O TEXTO - clique em OUVIR O TEXTO e aguarde um pouco - Pausar - Retomar - Parar
Quanto maior o texto, mais tempo demora a começar a leitura. Por favor aguarde.
  • Você já leu todo o texto? Por favor vote este desabafo, clicando nas estrelas. Lis agradece.
Atualmente é quase humanamente impossível ler todas as novas confissões que são publicadas diariamente. Se você considera que esta confissão é ilegal, não está de acordo com as regras (*) do Eu Confesso [* regras listadas na página de publicação de confissões] ou ultrapassa todos os limites do razoável, por favor relate, utilizando o link REPORTAR ABUSO. Obrigado pela sua colaboração.
[ Tags ] leia mais sobre: professor     aluna      paixao     Crush    

Comentários ao Desabafo de Lis

Por favor seja construtivo nos seus comentários.

0
0
0
0


r